Workshop sobre Inovação Sustentável

Nossos workshops sobre inovação sustentável explicam práticas e normas internacionais, mostram estudos de caso para criar insights para novos projetos.

O workshop é apresentado na modalidade “in company” com representantes das áreas de negócio da empresa.

A duração do workshop é de 8 horas, divido em duas sessões: uma com conceitos e exemplos e a segunda com atividades em grupos para identificar oportunidades de inovação sustentáveis na organização.

[ entre em contato ]

Contexto

A inovação sustentável constrói ideias, conceitos, práticas e produtos que contribuem para o equilíbrio entre o meio ambiente e a coesão econômica e social de uma organização.

Negócios de sucesso não buscam apenas o lucro financeiro, mas associam o sucesso com contribuições para a sociedade e meio ambiente. Os novos produtos são projetados para fazer uso da economia circular, ou seja, fazem reuso dos materiais ao longo da cadeia produtiva. A desmaterialização dos produtos, como o Uber e AirBnB, permite compartilhar bens por demanda, evitando a ociosidade de um ativo.

A competição está sendo substituída pela colaboração e confiança entre parceiros de negócios. As redes sociais permitem desenvolver inovações abertas, mais ricas que as desenvolvidas dentro das paredes de uma empresa.

Novas tecnologias, como Inteligência Artificial, estão criando negócios disruptivos com baixo impacto no meio ambiente e criando oportunidades de trabalho para as pessoas.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) das Nações Unidas, 17 no total, lançadas em 2015 com objetivos para 2030, são baseadas em quatro dimensões que afetam, particularmente, as empresas: desenvolvimento econômico (incluindo o fim da pobreza extrema), inclusão social, sustentabilidade ambiental e boa governança, considerando a paz e a segurança.

A expectativa da sociedade é que os ODS norteiem as políticas públicas e privadas das nações nos próximos anos, onde as inovações sustentáveis vão ao encontro das expectativas e metas estabelecidas pelas Nações Unidas.  O nono objetivo é centrado na construção de uma infraestrutura resiliente, no fomento de processos produtivos sustentáveis e inclusivos por meio da inovação.

Além das Nações Unidas, outros organismos internacionais trabalham em prol da sustentabilidade. No âmbito empresarial, o GRI – Global Reporting Initiative – definiu um conjunto de padrões independentes para ajudar empresas, governos e outras organizações a entender e comunicar seus impactos em questões como mudanças climáticas, direitos humanos e corrupção.

Atualmente, os relatórios de sustentabilidade das empresas são baseados no framework do GRI, onde as empresas de forma transparente divulgam suas iniciativas nas áreas econômica, ambiental e social, conhecida como Triple Bottom Line.

A BM&FBovespa criou o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) para monitorar o desempenho de empresas que, voluntariamente, assumiram compromissos sociais e ambientais. Os relatórios de sustentabilidade das empresas são fonte de análise de investidores para avaliar o potencial de crescimento das empresas.